.

.
.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

ÓTIMO PARA TRABALHAR PRONOMES.

Credo

Creio em Deus Pai todo-poderoso, criador do céu e da terra; e em Jesus Cristo, seu único Filho, Nosso Senhor; que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu na Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia; subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos; creio no Espírito Santo, na santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém

Credo

Credo in Deum, Patrem omnipoténtem, Creatórem caeli et terrae. Et in Jesum Christum, Filium eius únicum, Dóminùm nostrum: qui concéptus est de Spíritu Sancto, natus ex María Virgine, passus sub Pontio Piláto, crucifíxus, mórtuus, et sepúltus: descéndit ad ínferos; tértia die resurréxit a mórtuis; ascéndit ad caelos; sedet ad déxteram Dei Patris omnipoténtis: inde ventúrus est judicare vivos et mórtuos. Credo in Spiritum Sanctum, sanctam Ecclésiam Cathólicam, Sanctórum communionem, remissiónem peccatórum carnis resurrectiónem, vitam aetérnam. Amen

ORAÇÃO DO CREDO

Creio em um só Deus,
Pai todo-poderoso,
Criador do céu e da terra
De todas as coisas visíveis e invisíveis.
Creio em um só Senhor, Jesus Cristo,
Filho Unigênito de Deus,
nascido do Pai antes de todos os séculos:
Deus de Deus, Luz da Luz,
Deus verdadeiro de Deus verdadeiro;
Gerado, não criado, consubstancial ao Pai.
Por Ele todas as coisas foram feitas.
E por nós, homens, e para nossa salvação
desceu dos céus
E encarnou pelo Espírito Santo,
no seio da Virgem Maria.
e Se fez homem.
Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos;
padeceu e foi sepultado.
Ressuscitou ao terceiro dia,
conforme as Escrituras;
e subiu aos céus,
onde está sentado à direita do Pai.
De novo há-de vir em sua glória,
para julgar os vivos e os mortos;
e o seu reino não terá fim.
Creio no Espírito Santo.
Senhor que dá a vida,
e procede do Pai e do Filho;
e com o Pai e o Filho
é adorado e glorificado:
Ele que falou pelos Profetas.
Creio na Igreja una, santa,
católica e apostólica.
Professo um só batismo
Para remissão dos pecados.
E espero a ressurreição dos mortos,
e vida do mundo que há-de vir.
Ámen.

Ave Maria

Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém

Ave Maria

Ave, María, grátia plena, Dóminus tecum, benedícta tu in muliéribus, et benedictus fructus ventris tui Jesus. Sancta María, Mater Dei, ora pro nobis peccatóribus, nunc et in hora mortis nostrae. Amen

Oração do Pai Nosso


Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o Vosso nome.
Venha a nós o Vosso Reino.
Seja feita a Vossa vontade, assim na Terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje.
Perdoai as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido.
E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

PONTUAÇÃO













??? RESPONDE PRA MIM... (SUBSTANTIVOS; COLETIVOS, ADJETIVOS E LOC. ADJ.)...

HOJE, 18 DE MAIO, QUINTA-FEIRA, TEREMOS AV3 DE LING. PORT.
ASSUNTO: LITER. ROMANTISMO BRASILEIRO + GRAM. SUBSTANTIVOS; COLETIVOS, ADJETIVOS E LOC. ADJ.


A PALAVRA BARATA PODE SER UM SUBSTANTIVO PRÓPRIO
A PALAVRA BARATA PODE SER UM ADJETIVO RESTRITIVO
A PALAVRA BARATA PODE SER UM ADJETIVO EXPLICATIVO
A PALAVRA ÍGNEO É UMA LOCUÇÃO ADJETIVA
A PALAVRA ÍGNEO É O ADJETIVO REFERENTE À LOCUÇÃO ADJETIVA DE GUERRA
A PALAVRA COLMEIA É S. COLETIVO DE ABELHAS (PARADAS)
A PALAVRA ENXAME É S. COLETIVO DE ABELHAS (MOVIMENTO)
A PALAVRA FIDALGO ENCONTRADA EM TEXTOS DO PERÍODO TROVADORESCO FEUDAL É S. SIMPLES
A PALAVRA FIDALGO É S. COMPOSTO
A PALAVRA FIDALGO É S. DERIVADO

quinta-feira, 11 de maio de 2017

SIMULADO!!! CLASSIFIQUE OS SUBSTANTIVOS DE ACORDO COM...

CLASSIFIQUE OS SUBSTANTIVOS DE ACORDO COM...
OBS.: UM MESMO SUBSTANTIVO PODE SER CLASSIFICADO

1. PRÓPRIO
OU
2.COMUM

3.SIMPLES
OU
4.COMPOSTO
5.PRIMITIVO
OU
6.DERIVADO
7.CONCRETO
OU
8.ABSTRATO
9.COLETIVO (SIM)
OU
10. COLETIVO (NÃO)


PESSOA ( ) ( ) ( ) ( ) ( )
RIO ( ) ( ) ( ) ( ) ( )
BELEZA ( ) ( ) ( ) ( ) ( )
COLHEITA ( ) ( ) ( ) ( ) ( )
DOENÇA ( ) ( ) ( ) ( ) ( )
BONDADE ( ) ( ) ( ) ( ) ( )
JUVENTUDE ( ) ( ) ( ) ( ) ( )
CASEIRO ( ) ( ) ( ) ( ) ( )
ELENCO ( ) ( ) ( ) ( ) ( )
PASSATEMPO ( ) ( ) ( ) ( ) ( )
GUERREIRO ( ) ( ) ( ) ( ) ( )
LINDA ( ) ( ) ( ) ( ) ( )
BONITO ( ) ( ) ( ) ( ) ( )

SIMULADO!!! SUBSTANTIVOS, ADJETIVOS E LOCUÇÕES ADJETIVAS.





*FAÇA AS DEVIDAS CORRESPONDÊNCIAS ABAIXO ENTRE NÚMEROS E PARÊNTESES.

1.S. PRÓPRIO
2.S. COMUM
3.S. SIMPLES
4.S. COMPOSTO
5.S. PRIMITIVO
6.S. DERIVADO
7.S. CONCRETO
8.S. ABSTRATO
9.S. COLETIVO
10.INFORME FALSO
11.INFORME VERDADEIRO


          (            )A PALAVRA Pessoa
          (            )A PALAVRA pessoa É PRÓPRIO, SIMPLES, PRIMITIVO E CONCRETO
          (            )A PALAVRA Rio
          (            )A PALAVRA rio É PRÓPRIO, SIMPLES, PRIMITIVO E CONCRETO
          (            )A MAIORIA DAS PALAVRAS QUE APARECEM APÓS ARTIGOS SÃO SUBSTANTIVOS.
          (            )O olhar dela me fascina inteiramente . (verbo substantivado)
          (            )Era um azul maravilhoso. (adjetivo substantivado)
          (            )Os milhões foram roubados do banco. (numeral substantivado)
          (            )Ele disse um não bem grosseiro. (advérbio substantivado)
          (            )beleza É SIMPLES E CONCRETO
          (            )beleza É SIMPLES E ABSTRATO
          (            )beleza É COMPOSTO E CONCRETO
          (            )beleza É COMPOSTO E ABSTRATO
          (            )colheita É SIMPLES E CONCRETO
          (            )colheita É SIMPLES E ABSTRATO
          (            )colheita É COMUM, SIMPLES E CONCRETO
          (            )colheita É COMUM, COMPOSTO E CONCRETO
          (            )doença É COMUM, SIMPLES, PRIMITIVO E CONCRETO
          (            )doença É COMUM, SIMPLES, DERIVADOO E ABSTRATO
          (            )bondade É COMUM, SIMPLES, PRIMITIVO E CONCRETO
          (            )juventude É COMUM, SIMPLES, PRIMITIVO E CONCRETO
          (            )juventude É COMUM, SIMPLES, PRIMITIVO E ABSTRATO
          (            )CASEIRO PODE SER UM SUBSTANTIVO
          (            )CASEIRO PODE SER UM ADJETIVO
          (            )ELENCO É UM COLETIVO
          (            )PASSATEMPO É COMUM, SIMPLES E CONCRETO
          (            )PASSATEMPO É COMUM, COMPOSTO E CONCRETO
          (            )PASSATEMPO É SIMPLES E ABSTRATO
          (            )PASSATEMPO É COMPOSTO E ABSTRATO
          (            )GUERREIRO PODE SER SUBSTANTIVO
          (            )GUERREIRO PODE SER ADJETIVO
          (            )BÉLICO É LOCUÇÃO ADJETIVA
          (            )BÉLICO É LOCUÇÃO ADJETIVA DE GUERRA
          (            )BÉLICO É ADJETIVO
          (            )BÉLICO SIGNIFICA FOGO
          (            )DE GUERRA É LOCUÇÃO ADJETIVA
          (            )LINDA E BONITO PODEM SER SUBSTANTIVOS PRÓPRIOS
          (            )LINDA E BONITO PODEM SER ADJETIVOS
          (            )LINDA E BONITO SÃO ADJETIVOS RESTRITIVOS
          (            )LINDA E BONITO SÃO ADJETIVOS EXPLICATIVOS
          (            )ADJETIVO Restritivo: restringem o substantivo, tornando-o único dentro do contexto: "homem brasileiro", "casa amarela", "colher prateada", etc.
          (            )ADJETIVO Explicativo: expressam uma característica inerente ao ser representado pelo substantivo, em geral para ressaltar tal característica: "sol quente", "faca afiada", etc.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

BEIJO...

Beijos
Em todas as bocas
É um ato simples, mas de muitos sentidos. Por isso, é difícil explicar como surgiu


Beijo é ciência? Depende. No século 19, constatou-se, para surpresa dos ocidentais, que muitas culturas ignoravam o prazer da "justaposição dos músculos orbiculares da abertura bucal no estado de contração". Povos do Pacífico Sul e tribos africanas não tinham esse hábito. Os esquimós preferiam roçar os narizes e os japoneses nunca admitiriam em público que gostavam de beijar. Mesmo sabendo, como a medicina se encarregou de esclarecer, que o ato favorece o aparelho circulatório, aumenta de 70 para 150 os batimentos do coração e beneficia a oxigenação do sangue.

Sem esquecer que o beijo estimula a liberação de hormônios que causam bem-estar. Detalhe: na troca
de saliva, a boca é invadida por cerca de 250 bactérias, 9 miligramas de água, 18 de substâncias orgânicas, 7 decigramas de albumina, 711 miligramas de materiais gordurosos e 45 miligramas de sais minerais. Ninguém pode dizer que não há rigor científico nessa análise!

RETIRAR TODOS OS SUBSTANTIVOS E DEPOIS CLASSIFICÁ-LOS EM:


CLASSIFIQUE OS SUBSTANTIVOS DE ACORDO COM...
OBS.: UM MESMO SUBSTANTIVO PODE SER CLASSIFICADO 

1. PRÓPRIO
OU
2.COMUM

3.SIMPLES
OU
4.COMPOSTO

5.PRIMITIVO
OU
6.DERIVADO

7.CONCRETO
OU
8.ABSTRATO

9.COLETIVO (SIM)
OU
10. COLETIVO (NÃO)

 

quarta-feira, 19 de abril de 2017

TEXTO: CIRCUITO FECHADO - um texto só com substantivos.


Chinelo, vaso, descarga. Pia, sabonete. Água. Escova, creme dental, água, espuma, creme de barbear, pincel, espuma, gilete, água, cortina, sabonete, água fria, água quente, toalha. Creme para cabelo, pente. Cueca, camisa, abotoadura, calça, meias, sapatos, gravata, paletó. Carteira, níqueis, documentos, caneta, chaves, lenço, relógio. Jornal. Mesa, cadeiras, xícara e pires, prato, bule, talheres, guardanapo. Quadros. Pasta, carro. Mesa e poltrona, cadeira, papéis, telefone, agenda, copo com lápis, canetas, bloco de notas, espátula, pastas, caixas de entrada, de saída, vaso com plantas, quadros, papéis, telefone. Bandeja, xícara pequena. Papéis, telefone, relatórios, cartas, notas, vale, cheques, memorando, bilhetes, telefone, papéis. Relógio, mesa, cavalete, cadeiras, esboços de anúncios, fotos, bloco de papel, caneta, projetor de filmes, xícara, cartaz, lápis, cigarro, fósforo, quadro-negro, giz, papel. Mictório, pia, água. Táxi. Mesa, toalha, cadeira, copo, pratos, talheres, garrafa, guardanapo, xícara. Escova de dentes, pasta, água. Mesa e poltrona, papéis, telefone, revista, copo de papel, telefone interno, externo, papéis, prova de anúncio, caneta e papel, telefone, papéis, prova de anúncio, caneta e papel, relógio, papel, pasta, cigarro, fósforo, papel e caneta. Carro. Paletó, gravata. Poltrona, copo, revista. Quadros. Mesas, cadeiras, prato, talheres,copos, guardanapos. Xícaras. Poltrona, livro. Televisor, poltrona. Abotoaduras, camisa, sapatos, meias, calça, cueca, pijama, chinelos. Vaso, descarga ,pia, água, escova, creme dental, espuma, água. Chinelos. Coberta, cama, travesseiro.


Ricardo Ramos. Circuito fechado:contos, 1978.


CLASSIFIQUE OS SUBSTANTIVOS DE ACORDO COM...
OBS.: UM MESMO SUBSTANTIVO PODE SER CLASSIFICADO 

1. PRÓPRIO
OU
2.COMUM

3.SIMPLES
OU
4.COMPOSTO

5.PRIMITIVO
OU
6.DERIVADO

7.CONCRETO
OU
8.ABSTRATO

9.COLETIVO (SIM)
OU
10. COLETIVO (NÃO)


terça-feira, 28 de março de 2017

PLANO ANUAL DE CURSO 2017 - SÉRIES: 2º ANO ENSINO MÉDIO REGULAR



PLANO ANUAL DE CURSO 2017

ESCOLA: E.E.M.T.I. PRESIDENTE GEISEL – POLIVALENTE (JUAZEIRO)
ÁREA: LINGUAGENS E CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA
PROFESSORA:
·         MARIA CELESTE BRAGA SALES PINHEIRO
SÉRIES: 2º ANO ENSINO MÉDIO REGULAR   
TURNO: TARDE

1. OBJETIVO GERAL:
Gramática
·         Reconhecer através da análise classificatória a função e ou característica morfossintática dos termos de um texto usando de método comparativo e ou substitutivo.
·         Estudar o uso correto dos sinais de pontuação e emprego de termos que garantem coesão e coerência textual assim como acentos e regras básicas da nova ortografia.

Literatura
·         Conhecer, identificar e situar cada período histórico e seus feitos que direta ou indiretamente influenciaram na construção e produção de nossa Literatura.
·         Reconhecer e analisar as características, divisões, subdivisões, temáticas de textos literários assim como as caracterizações dos tipos humanos (personagens) pertencentes à estética de uma determinada escola ou movimento literário.

Produção textual
·         Reconhecer e identificar os diferentes gêneros e tipos textuais através da análise das características particulares de cada um a fim de facilitar a produção de novos e diferentes textos.
·         Conhecer e apropriar-se das habilidades e competências exigidas pelo ENEM e outros concursos e ou vestibulares.


2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
Gramática
·         Classificação morfossintática: divisão e subdivisão dos termos em estudo de acordo com a função empregada.

Literatura

·         Estudo e caracterização das escolas literárias.

Produção textual
·         Reconhecimento e uso das características aprendidas numa situação de produção textual.
·         Compreender, na leitura do texto escrito o significado, as relações dos fatos elaborados, estabelecendo relação com outros textos e seu universo de referência (de acordo com as condições de produção/recepção)
·         Ler, interpretar e reconhecer diferentes gêneros textuais (literários, jornalísticos, técnico-científicos, instrucionais, epistolares, humorísticos, publicitários, digitais, etc.) associando-os às sequências discursivas básicas (narração, exposição, argumentação, descrição e injunção).
·         Comparar o estabelecimento de diferentes relações de sentido
·         Produzir textos com coerência e coesão, considerando as condições e especificidades da produção e utilizando recursos próprios da escrita, em função do projeto textual.
·         Reconhecer a língua materna como veículo de participação social e geradora de significação que contribui para documentação e legitimação da cultura através dos tempos.
·         Conceber o ensino da gramática, entendendo-se como um instrumento indispensável no processo de produção e recepção de texto
·         Compreender valores populares em contraposição a normas absorvidas pelos grupos mais favorecidos socialmente
·         Estabelecer relações entre a leitura e a interpretação de produções literárias e a compreensão dos problemas e das transformações sociais nos diferentes momentos históricos
·         Compreender conceitos das linguagens tecnológicas que facilitem a incorporação da telemática nas atividades curriculares.


3. DESENVOLVIMENTO METODOLÓGICO:
CONSULTA AO DICIONÁRIO
AULAS EXPOSITIVAS  - AUDIOVISUAL;
PESQUISAS EM BLOGs EDUCATIVOS

4. CONTEÚDOS:
1º BIMESTRE

LITERATURA
·         O ROMANTISMO EM PORTUGAL: HISTÓRIA - CONCEITO/DEFINIÇÃO
·         O ROMANTISMO NO BRASIL: HISTÓRIA - CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO: POESIA E PROSA.

GRAMÁTICA – MORFOLOGIA
     *CLASSIFICAÇÃO E FLEXÃO DAS PALAVRAS: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO
·         ARTIGOS: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO
·         SUBSTANTIVOS: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO
·         SUBSTANTIVOS UNIFORMES: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO
·         EPICENOS: CONCEITO/DEFINIÇÃO
·         SOBRECOMUNS: CONCEITO/DEFINIÇÃO
·         COMUNS DE DOIS GÊNEROS: CONCEITO/DEFINIÇÃO
·         ESPECÍFICOS: CONCEITO/DEFINIÇÃO
·         INDETERMINADOS: CONCEITO/DEFINIÇÃO
·         NUMÉRICOS: CONCEITO/DEFINIÇÃO
·         PALAVRAS SUBSTANTIVADAS
·         REGRAS DE PLURALIZAÇÃO DOS SUBSTANTIVOS
·         REGRAS DE GRADUAÇÃO DOS SUBSTANTIVOS
·         FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO


2º BIMESTRE

LITERATURA
·         O REALISMO EM PORTUGAL: HISTÓRIA - CONCEITO/DEFINIÇÃO
·         O REALISMO NO BRASIL: HISTÓRIA - CONCEITO/DEFINIÇÃO
·         O NATURALISMO EM PORTUGAL: HISTÓRIA - CONCEITO/DEFINIÇÃO
·         O NATURALISMO NO BRASIL: HISTÓRIA - CONCEITO/DEFINIÇÃO

GRAMÁTICA - MORFOLOGIA
     *CLASSIFICAÇÃO E FLEXÃO DAS PALAVRAS: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO
·         ADJETIVOS: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO
·         LOCUÇÕES ADJETIVAS: CONCEITO/DEFINIÇÃO
·         NUMERAIS: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO
·         PREPOSIÇÕES: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO
·         INTERJEIÇÕES: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO

3º BIMESTRE

LITERATURA
·         O PARNASIANISMO: HISTÓRIA - CONCEITO/DEFINIÇÃO
·         O SIMBOLISMO: HISTÓRIA - CONCEITO/

GRAMÁTICA - MORFOLOGIA
     *CLASSIFICAÇÃO E FLEXÃO DAS PALAVRAS: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO
·         PRONOMES: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO
·         VERBOS: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO

4º BIMESTRE
GRAMÁTICA – MORFOLOGIA
     *CLASSIFICAÇÃO E FLEXÃO DAS PALAVRAS: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO
·         ADVÉRBIOS: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO
·         CONJUNÇÕES: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO

GRAMÁTICA - MORFOSSINTAXE
·         ADJUNTOS ADNOMINAIS
·         ADJUNTOS ADVERBIAIS
·         SUJEITO: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO
·         PREDICADO: CONCEITO/DEFINIÇÃO E DIVISÃO


5. TEMAS TRANSVERSAIS
HISTÓRIA E GEOGRAFIA – ASPECTOS CULTURAIS

6. RECURSOS DIDÁTICOS:
LIVRO DIDÁTICO
VÍDEOS
LETRAS DE MÚSICAS
TEXTOS VARIADOS
DICIONÁRIO
CDs ;
COMPUTADORES;
DVDs;
INTERNET: BLOGs EDUCATIVOS E OUTROS ACESSÓRIOS
AVALIAÇÕES
QUADRO DE GIZ E PINCEL
XEROX: TDs E ACESSÓRIOS

7. BIBLIOGRAFIA:
AMARAL, Emília., ANTÔNIO, Severino. e PATROCÍNIO, Mauro Ferreira do.  Novo manual nova cultural. São Paulo: Editora Nova Cultural, 2000.
GOULART, Audemaro Taranto. e SILVA, Oscar Vieira da. Estudo dirigido de  literatura portuguesa. São Paulo: Editora do Brasil, 1975. 220 p
MONTEZUMA, Helena. Noções de estilo. Rio de Janeiro: Edições de Ouro/Editora Tecnoprint, sem data.
NICOLA, José de. Literatura brasileira / das origens aos nossos dias. São Paulo: Editora Scipione, 1998.
NICOLA, José de. Literatura portuguesa da idade média a Fernando Pessoa. São Paulo: Editora Scipione, 1997
PELLEGRINI, Tânia e FERREIRA, Marina. Português/ palavra e arte. São Paulo: Editora Atual, 1996.
* LIVRO ADOTADO PELA ESCOLA
* PRIMEIRO APRENDER
* BLOG EDUCATIVO – DIÁRIO DE BORDO – BY MARIA CELESTE - mcbspf.blogspot.com

.

.
.
Ocorreu um erro neste gadget

É O QUE TEM PRA HOJE: "POUCO PAPO E SÓ... SU-CEEEEEEES-SO!!!"



"SIGAM-ME OS BONS" - Maria Celeste Bsp | Facebook

Google+ Followers

EU SOU POLIVALENTE!

EU SOU POLIVALENTE!