.

.
.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

SÍNTESE... SINTÉTICO... SINTETIZAR

Significado de Síntese

s.f. Exposição genérica ou abreviada; resumo, sumário, sinopse: síntese histórica.
Lógica Método de demonstração em que se parte dos princípios para as consequências, das causas para os efeitos, das partes para o todo: a síntese opõe-se à análise.
Química Formação artificial de um corpo composto, a partir de seus elementos ou de compostos de fórmula mais simples: síntese do amoníaco.

Sinônimos de Síntese

Sinônimo de síntese: compêndio, epítome, resenha, resumo, sinopse, sumário e súmula

Substantivo

  Singular Plural
Feminino síntese sínteses
sín.te.se
  1. exposição abreviada de acontecimentos, das características gerais de alguma coisa etc
    • Em síntese, é uma pena que alguns usuários mais experientes tenham diminuído significativamente suas contribuições.
  2. a combinação de elementos diversos ou de entidades abstratas numa entidade unificada (neste sentido, opõe-se à análise)
  3. (Química) a formação de uma substância complexa a partir de elementos ou compostos mais simples
  4. (Filosofia) na dialética hegeliana a junção da tese com a antítese
  5. (Biologia) processo de produção de energia nas células
  6. criação, geração
    • síntese de voz por computador

Tradução

Etimologia

Do grego σύνθεσις, synthesis. = DECOMPOSIÇÃO = QUEBRA
Em biologia e ecologia, decomposição, mineralização e em alguns casos, apodrecimento, é o processo de transformação da matéria orgânica em minerais, que podem ser assimilados pelas plantas para a produção de matéria viva, fechando assim os ciclos biogeoquímicos.
Este processo, não só fornece aos ecossistemas os compostos necessários ao desenvolvimento dos produtores primários, mas liberta-o igualmente de material que, se acumulado, poderia prejudicá-lo.
A decomposição dos animais e plantas mortos, ou suas partes, dos dejetos ou outras excreções dos animais e de restos de comida é um processo complexo. Nos tecidos dos organismos mortos inicia-se a autólise das células pelas enzimas contidas nos lisossomas. Esses tecidos são ainda triturados e parcialmente consumidos pelos detritívoros. A parte não consumida ou que não faz parte da alimentação desses animais é então atacada por vários tipos de bactérias; as partes interiores, onde não existe oxigénio livre, são consumidas por bactérias anaeróbicas, causando a putrefação, que resulta em aminas como a putrescina e a cadaverina, que têm um odor "pútrido"; este é o processo conhecido vulgarmente como apodrecimento. Finalmente, intervêm as bactérias mineralizantes – os decompositores –, que transformam as moléculas orgânicas libertadas pelos processos anteriores em água, dióxido de carbono e sais minerais.1
Estes processos dependem de muitos fatores bióticos e abióticos, como a abundância e tipos de decompositores no biótopo, a humidade, a temperatura e outros.

Ver também

Cadáver de um gato, já em avançado estado de decomposição.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Decomposição

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Ecologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre a morte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

.

.
.
Ocorreu um erro neste gadget

É O QUE TEM PRA HOJE: "POUCO PAPO E SÓ... SU-CEEEEEEES-SO!!!"



"SIGAM-ME OS BONS" - Maria Celeste Bsp | Facebook

Google+ Followers

EU SOU POLIVALENTE!

EU SOU POLIVALENTE!