.

.
.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Frase, oração e período


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Frase é todo enunciado linguístico capaz de transmitir uma ideia. A frase é uma palavra ou conjunto de palavras que constitui um enunciado de sentido completo. A frase começa com letra maiúscula e termina em um ponto.
Ex.: A casa é grande.
A frase se define pelo propósito de comunicação, e não pela sua extensão. O conceito de frase, portanto, abrange desde estruturas linguísticas muito simples até enunciados bastante complexos.
  • Frase verbal: Quando há presença do verbo.
Ex.: O Brasil é um país de dimensões continentais.
  • Frase nominal: Quando a frase não vem acompanhada por um verbo.
Ex.: Cuidado! (É uma frase, pois transmite uma ideia - a ideia de ter cuidado ou ficar atento - mas não há verbo ou sujeito explícitos.)
  • Frase de situação (ou de contexto): Quando fatores extralinguísticos ajudam a entendê-la. Não há presença de verbo.
Ex.: Silêncio! - criança recém-nascida.
Já a oração é todo conjunto linguístico que se estrutura em torno de um verbo ou locução verbal, apresentando sujeito e predicado. O que caracteriza a oração é o verbo, não importando se tal oração tenha sentido ou não sozinha.
  • Oração absoluta: Quando a oração representa uma frase completa que é, no caso, uma frase verbal.
Ex.: O menino sujou seu uniforme.
  • Oração coordenada: Quando há equivalência sintática entre as orações; elas podem ser separadas sem perder o sentido.
Ex.: Ele não concordou com a menina e a deixou.
  • Oração subordinada: Quando há uma hierarquia, uma dependência sintática entre as estruturas oracionais.
Ex.: Querendo ou não, ele aceitou as escolhas da esposa para que o casamento continuasse.
O período é uma frase que possui uma ou mais orações, podendo ser:
  • Simples: Quando constituído de uma só oração (um verbo ou locução verbal).
Ex.: João ofereceu um livro a Joana.
  • Composto: Quando é constituído de duas ou mais orações(dois ou mais verbos ou locuções verbais). Os períodos compostos são formados por coordenação ou por subordinação.
Ex.: O povo anseia que haja uma eleição justa.
  • Misto: Quando é constituído por três ou mais orações (três ou mais verbos ou locuções verbais), apresentando a mistura da coordenação e da subordinação.
Ex.: Ele amava e sufocava a vida da mulher que libertara da prisão. (1ª e 2ª orações --> coordenadas; 3ª oração --> subordinada à 2ª)

Tipos básicos de frases

  • Frases exclamativas: as que possuem exclamação;
  • Frases imperativas: as que expressam ordens, proibições ou conselhos;
  • Frases interrogativas: as que transmitem perguntas; e
  • Frases declarativas: as que anunciam qualquer fato.
E ainda há mais dois grupos secundários:
  • Frases optativas: o emissor expressa um desejo (Ex.: Quero comer picolé.);
  • Frases imprecativas: o emissor expressa uma súplica através de maldição. (Ex.: Que um raio caia sobre minha cabeça.).

Outros tipos de frases

  • Frase simples (frase não-idiomática): do ponto de vista de uma tradução, é a que pode ser traduzida literalmente para uma língua (nota: em alguns casos, frases simples têm uma diferença mínima em outra língua, geralmente de ordem gramatical.)
  • Frase Clichê: são frases que podem reproduzir formas de discriminação social e expressar um modo de pensar as relações sociais,utilizando às vezes fragmentos de provérbios. Exemplos:Lugar de Mulher é na Cozinha, Homem não presta, Ele é um Preto de Alma Branca.
  • Frase idiomática ou expressão idiomática: É a que não é traduzida literalmente para outro idioma. No caso, em cada língua a ideia da frase é expressa por palavras totalmente diferentes. Exemplo portuguesa-inglês: Ele está na pior. = He’s down and out. (Literalmente: Ele está abaixo e fora).
  • Frase feita: É a que, a fim de expressar determinada ideia, é dita sempre de forma invariável. Exemplo: Ele foi pego com a boca na botija. Note-se que às vezes uma frase feita é, ao mesmo tempo, uma expressão idiomática. Por exemplo, a frase feita acima citada é dita em inglês como He was caught red-handed., ou, literalmente: ele foi pego com as mãos vermelhas.
  • Frase formal (não-coloquial, não-popular) : É a dita segundo as normas da linguagem padrão ou formal. Esta é usada formalmente por escrito, e em circunstâncias formais também oralmente, em textos não raro mais longos (em relação a textos sinônimos coloquiais), às vezes com palavras difíceis (que não são do conhecimento da população em geral).
  • Frase coloquial (coloquialismo) : É a dita de forma coloquial, ou seja, usando-se uma linguagem simples, em geral oralmente, com textos resumidos e informais. Uma frase coloquial pode conter erros gramaticais (uma ou mais palavras não estão na linguagem padrão), mas costuma ser falada por qualquer pessoa, não importa o seu nível social. Exemplos:
Formal: Está certo (concordo).
Coloquial: Tá certo.
Análise sintáctica
Sujeito | Predicado | Verbo | Objeto | Complemento nominal | Adjunto adnominal | Adjunto adverbial | Predicativo | Aposto | Vocativo | Agente da passiva | Conectivo
Sujeito
Sujeito simples | Sujeito composto | Sujeito oculto | Sujeito indeterminado | Ausência do Sujeito
Predicação verbal
Verbo transitivo direto | Verbo transitivo indireto | Verbo transitivo direto-indireto | Verbo intransitivo | Verbo de ligação
Objectos
Objecto directo | Objecto indirecto | Objecto pleonástico | Objeto direto preposicionado
Complementos
Complemento verbal | Complemento nominal | Complemento verbo-nominal
Frase, oração e período
Oração principal | Período composto | Oração subordinada | Oração coordenada
Ver também: Acessórios sintácticos e termos essenciais e integrantes
Ver avaliações
Avaliar esta página
Credibilidade
Imparcialidade
Profundidade
Redação

.

.
.
Ocorreu um erro neste gadget

É O QUE TEM PRA HOJE: "POUCO PAPO E SÓ... SU-CEEEEEEES-SO!!!"



"SIGAM-ME OS BONS" - Maria Celeste Bsp | Facebook

Google+ Followers

EU SOU POLIVALENTE!

EU SOU POLIVALENTE!