.

.
.

domingo, 15 de maio de 2011

Abraço

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Representação artística de um abraço lateral entre duas irmãs.

O abraço é quando duas ou mais pessoas – geralmente duas – ficam parcial ou completamente entre os braços da outra. É usado, dependendo da cultura local, como forma de demonstração de afeto de uma pessoa para outra. Através dele podemos cumprimentar ou expressar sentimentos como carinho, amor, compaixão, saudade, congratulação etc. Um abraço em alguém pode demonstrar também proteção instintiva.

O abraço consiste basicamente no envolvimento de uma pessoa nos braços da outra. É possível um abraço "completo", quando as duas pessoas se abraçam entre si ou um abraço unilateral, quando alguém permanece imóvel e a outra pessoa a abraça. Geralmente um abraço é dado pela frente de ambos, mas também pode ser dado de lado ou por trás. Entretanto, a expressão "abraço por trás" pode ter um sentido sexual mais forte. Um abraço pode ser coletivo e dado entre mais de uma pessoa ao mesmo tempo.

É possível também abraçar objetos ou animais, como por exemplo uma árvore ou um pequeno cão. Algumas vezes, abraços entre amigos pode ser feito ou finalizado com uns tapinhas nas costas.

Dependendo da intensidade e forma como é expressado, um abraço pode fazer parte do relacionamento sexual dos seres humanos, despertando tanto no homem quanto na mulher, sinais de libido. Esse tipo de abraço pode acompanhar um beijo apaixonado.

Apesar de incomum, pode-se dizer também que alguns animais podem abraçar. Uma gorila, por exemplo, pode abraçar seu filhote de forma muito parecida com o ser humano, uma gata pode cobrir seus filhotes com a pata para proteger, e pode ser interpretado por nós como um abraço.

Índice

[esconder]

[editar] Tipos de abraço

[editar] Impessoal

Um abraço impessoal geralmente é apenas "falado" e não é dado de fato. Especialmente no Brasil, é comum cumprimentar ou se despedir dizendo "um abraço", mas muitas vezes não abraçando de fato. Esse tipo de abraço impessoal é um sinal de mínima intimidade mas é comum também entre pessoas desconhecidas. Ao se despedir numa carta, por exemplo, é relativamente comum dizer "um abraço", "abraço" ou "abraços". Na linguagem da internet - o internetês - isso pode ser ainda representado por dois colchetes, desta forma: []'s ou ainda por parênteses assim: ()'s ou mesmo escrito sob a forma de "abç" (não apenas na internet, mas também em uma carta ou bilhete informal). Esse tipo de expressão, no entanto, não é tão comum em outras línguas. No inglês, por exemplo, "hug" pode ser íntimo demais caso seja escrito ou falado e dificilmente tem o sentido impessoal.

[editar] Sexual

Na cultura popular brasileira, chama-se o abraço que exprime uma conotação sexual como "amasso" ou "abraço quente". Um abraço neste estilo consiste geralmente em apalpar, apegar-se ou apertar mais que um abraço comum.

[editar] Abraço-terapia

Há quem acredite que abraçar seja uma ótima terapia contra a tristeza e a depressão, pois o abraço seria muito mais do que um simples "apertão" de braços, e que no momento que abraçamos afetuosamente a quem apreciamos, transmitimos ali emoções como o amor e a paz.

[editar] Abraço de urso

O abraço de urso, é aquele abraço que costuma demonstrar todo o carinho que uma pessoa sente pelo outro. Este abraço geralmente é dado somente por uma pessoa, enquanto a outra permanece com os braços estendidos ao longo do corpo. Esta última será "vítima" de um abraço forte.[1]

[editar] Infantil

Aquele abraço que também pode ser expressado pela interjeição "upa", utilizado por algumas crianças. Faz-se que estas crianças também podem utilizar a expressão "upa de urso", conotando assim um abraço forte, um abraço apertado. Outrora crianças sempre gostaram de receber este tipo de abraço, pois nele geralmente um adulto maior e mais forte lhe abraça com vigor até que a criança peça para parar. Neste tipo de brincadeira onde o adulto desafia a criança a ganhar um abraço apertado ela só pode reclamar se estiver sentindo que o abraço está muito forte. Sendo assim, são cativados sentimentos entre as partes, sendo eles a confiança da criança no adulto por saber que este não a machucará, a segurança que a criança sente por conta da capacidade física do adulto e a perseverança da criança em tentar resistir mais tempo ao abraço sem denotar fraqueza. Outras expressões também denotam a mesma brincadeira, porém, esta ainda é a que mais se aproxima da real nomenclatura.

[editar] Galeria

Commons
O Commons possui multimídias sobre Abraço

[editar] Notas e referências

.

.
.
Ocorreu um erro neste gadget

É O QUE TEM PRA HOJE: "POUCO PAPO E SÓ... SU-CEEEEEEES-SO!!!"



"SIGAM-ME OS BONS" - Maria Celeste Bsp | Facebook

Google+ Followers

EU SOU POLIVALENTE!

EU SOU POLIVALENTE!