.

.
.

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Contradição

Substantivo

  Singular Plural
Feminino contradição contradições
con.tra.di.ção
  1. estado de uma asserção contrária a outra
    • "Está chovendo." está em contradição com "Não está chovendo".
  2. situação na qual se encontra uma pessoa que diz algo contrário ao que havia dito anteriormente
    • Ele caiu em contradição.
  3. (Lógica) fórmula ou proposição que, seja qual for a interpretação de seus termos, é falsa
  4. (Lógica) estado de duas ou mais proposições ou fórmulas que não possam ser ambas verdadeiras nem ambas falsas dentro do mesmo sistema; situação do sistema que contenha proposições ou fórmulas neste estado

Expressões

Tradução

Etimologia

Do latim contradictì o, onis.

contradição

Significado de Contradição

s.f. Ato ou efeito de contradizer(-se).
Incompatibilidade entre alegações atuais e anteriores, entre palavras e ações: cair em contradição.
Oposição, objeção.
Espírito de contradição, disposição de contradizer incessantemente.
Lógica Princípio de contradição, o princípio segundo o qual uma coisa não pode ao mesmo tempo ser e não ser; a regra que dá como caráter da verdade a exclusão de toda contradição.
Loc. adv. Sem contradição, incontestavelmente.

Sinônimos de Contradição

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Setembro de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Diz-se que há contradição quando se afirma e se nega simultaneamente algo sobre a mesma coisa. O princípio da contradição informa que duas proposições contraditórias não podem ser ambas falsas ou ambas verdadeiras ao mesmo tempo. Existe relação de simetria, não podem ter o mesmo valor de verdade. Dessa forma, ocorre uma contradição quando uma afirmação é falsa e a outra é verdadeira. Se forem ambas verdadeiras ou falsas, não existe contradição.
Por exemplo, imaginando-se que se tem um conjunto de bolas, a afirmação "Toda Bola é Vermelha" e a afirmação "Alguma Bola não é Vermelha" formam uma contradição, visto que:
  • se "Toda Bola é Vermelha" for verdadeira, "Alguma Bola não é Vermelha" tem que ser falsa;
  • se "Toda Bola é Vermelha" for falsa, "Alguma Bola não é Vermelha" tem que ser verdadeira;
  • se "Alguma Bola não é Vermelha" for verdadeira, "Toda Bola é Vermelha" tem que ser falsa
e
  • se "Alguma Bola não é Vermelha" for falsa, "Toda Bola é Vermelha" tem que ser verdadeira.
Por outro lado, a afirmação "Toda Bola é Vermelha" e a afirmação "Nenhuma Bola é Vermelha" não formam uma contradição, visto que:
  • se "Toda Bola é Vermelha" for verdadeira, "Nenhuma Bola é Vermelha" tem que ser falsa;
mas
  • se "Toda Bola é Vermelha" for falsa, "Nenhuma Bola é Vermelha" pode tanto ser verdadeira quanto falsa
e
  • se "Nenhuma Bola é Vermelha" for verdadeira, "Toda Bola é Vermelha" tem que ser falsa;
mas
  • se "Nenhuma Bola é Vermelha" for falsa, "Toda Bola é Vermelha" pode tanto ser verdadeira quanto falsa.
E, sendo uma negação total (em nível da quantidade e da qualidade), a contraditória da afirmação "As contraditórias das grandes verdades são grandes verdades" seria: "Algumas contraditórias das grandes verdades não são grandes verdades". A palavra significa: contra + dicção, ou seja, que diz contra algo, no caso, contra si mesma. Dessa forma, está relacionada dentro do campo da oratória também, da fala, do discurso. A linguagem, como veículo e universo específico, é paralógica ao raciocínio convencional humano.
O conceito estende-se por áreas onde possivelmente não encontraria suporte, mas apenas no momento em que entra em confronto com a avaliação mental humana, já que, conforme a psicanálise lacaniana enuncia, o "inconsciente é estruturado como linguagem" (Lacan) e suas figuras correspondem ao real humano. Por esse motivo, com rigor filosófico, a palavra é frágil em aplicações matemáticas e físicas, por exemplo. Se um elétron, em sua definição probabilística, pode comportar-se como onda ou partícula, isso poderia ser uma contradição, pois o que é, é, em termos do senso comum. Não se podem ser duas coisas distintas ao mesmo tempo. Mas, no universo quântico e astronômico, além da física newtoniana, as contradições são matematicamente reais e viáveis. Então pode-se dizer que:Uma coisa é o que é e não se confunde com nenhuma outra.

Ver também

Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia
Ícone de esboço Este artigo sobre Lógica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ver avaliações
Avaliar esta página
Credibilidade
Imparcialidade
Profundidade
Redação

.

.
.
Ocorreu um erro neste gadget

É O QUE TEM PRA HOJE: "POUCO PAPO E SÓ... SU-CEEEEEEES-SO!!!"



"SIGAM-ME OS BONS" - Maria Celeste Bsp | Facebook

Google+ Followers

EU SOU POLIVALENTE!

EU SOU POLIVALENTE!