.

.
.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

ORTOGRAFIA - COM "S" OU "Z"?



REGRA DA MAISENA

DEPOIS DE DITONGOS SE USA S E NÃO Z

COM "S" 
A MAISENA QUE VC CONHECE COM "Z" FAZ REFERÊNCIA A MAIZ = MILHO (EM ESPANHOL), QUE É DE ONDE PROVÉM TAL AMIDO

REGRA DA BELEZA

USA-SE Z (EZ OU EZA) NOS SUBSTANTIVOS DERIVADOS DE ADJETIVOS

ADJ. - BELO
SUBST. - BELEZA
ADJ. - SURDO
SUBST. - SURDEZ
ADJ. - MUDO
SUBST. - MUDEZ
ADJ. - NOBRE
SUBST. - NOBREZA

REGRA DA POETISA

NAS TERMINAÇÕES FORMADORAS DE FEMININO USA-SE ISA E NÃO IZA
POETA (MASC.)
POETISA (FEM.)
SACERDOTE (MASC.)
SACERDOTISA (FEM.)

EXCETO SE A PALAVRA MASCULINA JÁ TROUXER O Z, COMO NO EX:
JUIZ MASC.
JUÍZA FEM.

REGRA DO AVISO

USA-SE ISAR NOS VERBOS DERIVADOS DE PALAVRAS COM S

AVISO: (SUBST. PRIMITIVO)
AVISAR: VERBO (DERIVADO)
PISO: SUBST. PRIMITIVO)
PISAR: VERBO (DERIVADO

USA-SE S OU ESA NOS TÍTULO DE NOBREZA

MARQUÊS
MARQUESA
BURGUÊS
BURGUESA
PRINCESA

USA-SE S OU ESA NOS ADJETIVOS PÁTRIOS (DE ORIGEM, PROCEDÊNCIA, NATURALIADE...)

FRANCÊS
FRANCESA
PORTUGUÊS
PORTUGUESA

REGRA DO TATUZINHO
USA-SE ZINHO PARA INDICAR GRAU DIMINUTIVO
PAI - PAIZINHO
MÃE - MÃEZINHA

EXCETO: QUANDO A PALAVRA JÁ TROUXER O S, COMO NO EX:
CASA - CASINHA

OSO E OSA = CHEIO DE:

GOSTOSO/OSA
GULOSO/OSA
VALOROSO/OSA

VERBOS COM ND - RG - RT DARÃO ORIGEM A PALAVRAS DERIVADAS COM S

COMPREENDER - COMPREENSÃO
SUBMERGIR - SUBMERSÃO
CONVERTER - CONVERSÃO


S / Z

Derivadas de primitivas com S.
Ex. visitante (visita) Derivadas de primitivas com Z.
Ex. enraizar (raiz), vazar (vazio)

Após um ditongo
Ex. maisena, pausa

Sufixo –oso formador de adjetivo.
Ex. amoroso, atencioso Sufixo -ez(a) formador de substantivos abstratos.
Ex. timidez, viuvez

Nas formas dos verbos pôr, querer e seus derivados.
Ex. repor, quiser, quisesse Sufixo formador de verbo –izar.
Ex. realizar, modernizar

MAIZ = MILHO - Amido de milho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Amido de milho é o nome que se dá à farinha feita do milho, e usada na culinária como substituto da farinha de trigo ou para o preparo de cremes, como espessante.
Usa-se também a palavra Maisena, derivada do taíno (língua indígena das Antilhas) maís, pelo espanhol maiz, significando "milho graúdo".[1]
Para a sua confecção os grãos de milho são molhados e têm retiradas a casca e a plântula embrionária. Após secagem, o grão remanescente, quase que totalmente de amido, é triturado e moído até se transformar num pó bem fino.

Índice

 [esconder

[editar] Características

O amido de milho é elemento presente na fabricação de alimentos, sendo a principal matéria-prima dos chamados extrusados, tais como biscoitos, cereais matinais, massas pré-cozidas e outros, pois tem como características produzir efeitos apreciados pelo consumidor, tais como crocância ou grande expansão.[2]

[editar] Uso lúdico

No ano de 2006 o programa de televisão espanhol El Hormiguero, do Canal 4, mostrou pessoas andando sobre uma piscina feita com uma mistura de água e amido cru que, em seguida, por meio de contrato, foi exibido no Youtube. Com seu grande acesso, a emissora brasileira Globo exibiu uma matéria sobre o efeito da pasta que, mais tarde, veio a se transformar num dos quadros do apresentador Gugu Liberato, primeiro no SBT, depois na Rede Record, para onde se transferiu.[3]

Referências

  1. Dicionário Aurélio, verbetes: maís, maisena e amido de milho.
  2. Marcia C. Silva, Rossana M.S.M. Thiré, Victor J.R.R. Pita, Carlos W.P. Carvalho, Cristina T. Andrade (2004). Processamento de amido de milho em câmara de mistura (em português). Página visitada em fevereiro de 2010.
  3. Piscina de amido (em português). Página visitada em fevereiro de 2010.

[editar] Ver também

Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


.

.
.
Ocorreu um erro neste gadget

É O QUE TEM PRA HOJE: "POUCO PAPO E SÓ... SU-CEEEEEEES-SO!!!"



"SIGAM-ME OS BONS" - Maria Celeste Bsp | Facebook

Google+ Followers

EU SOU POLIVALENTE!

EU SOU POLIVALENTE!